29 de jan de 2009

Feliz ano do boi (mas dá pra fazer menos barulho)

Lá no longíquo século 11, um chinesinho descobriu um negocinho que mudaria a história do mundo: a pólvora! Mais do que armas, a pólvora serviu para que eles inventassem uma outra coisinha que fascinaria o planeta azul. Colocando o material dentro de bambus e depois tascando fogo, os chinesinhos fizeram os primeiros fogos de artifício. Com o tempo foram aprimorados até virarem verdadeiros espetáculos em cerimônias e celebrações.

Espetáculo que é até muito, mas muito bonito por aqui durante o período do ano-novo chinês. É um show de cores e sons intermináveis! Mais do que isso, é um grande show popular, uma iniciativa do carinha que trabalha o ano inteiro e quer ver o céu enfeitado. Um show de 16 milhões de carinhas, na realidade, aqui em Beijing.


Lindo, não?

Quer dizer, quase. Estou achando seriamente que a única indústria que não foi atingida pela maledeta crise financeira global foi a de fogos de artifício. Duvida? Há SEMANAS que todos os dias, durante o dia inteiro, escutamos sequências de "bum, bum, buuuuuuuuuuuuum" e mais "buuuuuuuuum". Não é um minuto, não é de hora em hora, é o dia inteiro. Sem folga. Sem trégua.


Há momentos em que o som é ensurdecedor. Protetor auricular, algodão no ouvido, reza forte e galinha preta não adiantam. Precisa se concentrar? Não dá. Tá cozinhando? Ai, que susto! Me queimei! Durante a noite é realmente bonito, com os fogos coloridos. Mas alguém me explica porque diabos precisa passar o dia inteiro soltando aqueles que só tem o estrondo, hein? Outra coisa: me explica porque os proprietários de carros ainda não se acostumaram (afinal, a maioria deles tá soltando fogos também) com a barulheira gerada e ainda deixam os alarmes dos carros ligados? Sim, depois/durante o foguetório (que é o dia inteiro, não custa lembrar), o som alto da explosão faz com que os alarmes dos carros disparem, gerando mais um barulho...

Muitos associam a calma e o silêncio diretamente às culturas orientais. Sendo a China o maior país, muitos supõem que por aqui todo mundo é zen. É, caros amigos, o negócio é que aqui é todo mundo zen noção e não gostam de nada zen barulho...

Tá, mas este post não é sobre a minha ranzinisse (ou pelo menos não só) com o foguetório. Estou escrevendo para desejar a todos, ainda que meio atrasadinho, um ótimo ano do boi! Cheio de trabalho, grana e cerveja gelada!!!! Uebaaaaaa!!!!

2 comentários:

  1. Li que os chineses acreditam piamente que o espocar dos fogos espanta os maus espíritos e as energias ruins, por isso eles são tão ligados em queimar tanta pólvora colorida e fazer tanto barulho.
    Até que é bom acreditar nessa história, já que na pior das hipóteses isso pode ser um golpe de marketing do chinês safado que criou a pólvora, se valendo da crendice dos irmãos orientais.

    ResponderExcluir