29 de ago de 2008

Eu achei engracado

Tava olhando o Charges.com.br e quase morri de rir com a enquete que eles tao fazendo sobre o desempenho brasileiro na olimpiada. Ve se nao eh pra rir mesmo, as opcoes tao otimas:

Sobre a atuação do Brasil nas Olimpíadas...




27 de ago de 2008

A gente gosta ateh por aih...

A Xinhua, agencia de noticias chinesa onde eu trabalho, largou uma materia hoje dizendo que durante o periodo da olimpiada a cidade esteve muito segura devido as rigorosas medidas de seguranca adotadas na cidade.
Isso me lembrou algumas medidas de seguranca que foram anunciadas antes dos jogos. A aglomeracao na rua estava proibida (isso te lembra alguma coisa?), o ajuntamento de gente com camiseta igual tb, entre outras mais.
Pois qual nao eh a minha surpresa ao ver, dia 16, um bando de brasileiros que se encontraram sem querer tocando e cantando samba no meio da rua animadamente. A policia ficou la do outro lado soh observando. Achei que poderia dar um problema maior, jah que todos estavam bem avisados que nao dava pra andar em bando (muito menos parar e cantar). Os segurancas da viela soh cortaram a roda de capoeira (claro que tinha que ter uma), mas deixaram o samba em paz.

A ruazinha tava assim, entupida de brasileiros, e gente de tudo qto eh canto, fazendo festa, cantando e dancando no meio da rua

Olimpiadas, pensei... O samba como parte da sociedade harmoniosa! Lindo!
Mas como tudo na vida, nao eh bem assim.
Na segunda-feira, um dia depois do encerramento dos jogos olimpicos, quando todos que trabalharam puderam finalmente conhecer alguma coisa da cidade (e relaxar, claro), o samba saiu procurando voce de novo. Tudo otimo, chineses pedindo "aquela", juntando gente... soh que dessa vez a policia resolveu nao ficar soh olhando. O camburao foi estacionado, eles desceram, inspecionaram os instrumentos e mandaram parar com a bagunca na rua.

La Policia nao queria saber de muita conversa e inspecionou ateh os instrumentos


Claro que a brasileirada queria resolver na base do "deixa disso" em portugues e a policia nao queria conversa em chines. Quando a torre de babel virou aquela confusao, devia ser algo parecido com essa segunda-feira. No fim das contas, acho que foi bom ninguem do grupo falar chines. Como a policia viu que nao adiantava, ninguem ia entender nada mesmo, deixou o povo sair, desde que os instrumentos fossem devidamente guardados.
Mas fiquei de cara... muita mudanca de postura em duas semanas!

Brasileiro eh bem gaiato mesmo... nao perde a chance!

25 de ago de 2008

Acabou...


Pois eh, cabou-se o que era doce.
E eu, que nao sou de ferro, vou descansar tambem. Pelo menos ateh amanha. Olimpiada eh muito legal (de novo! de novo!), mas da trabalho! hehehehehe
A gente se fala amanha!

Ah, lembram do Caio. Pois eh, ele foi a final do volei masculino...

A fotinho bem legal eh do Ricardo Duarte, la da ZH, que eu escancaradamente roubei do blog dele!

22 de ago de 2008

Na torcida: Pe frio!!!!

Esta desvendado o misterio. O Brasil tem sofrido nesta olimpiada com derrotas inexplicaveis. Ateh mesmo o invencivel time de Bernardinho perdeu. Os rostos perplexos dos nossos atletas estampam os jornais. Nas materias, todos procuram uma explicacao. Pois o Comendo de Palitinho, depois de uma minuciosa e dificil busca, encontrou a resposta. O motivo do pessimo desempenho brasileiro atende pela alcunha de Pe Frio. O nome verdadeiro dele? Caio Pe Frio.

O Caio eh um pe frio profissional. Ele viu que tinha talento para a coisa em 1992, quando foi ao primeiro jogo do flamengo. Nao preciso nem dizer qual foi o resultado. De la pra ca ele foi aperfeicoando a tecnica do pe frio, ateh atingir o indice olimpico insuperavel: dos 7 jogos que viu ao vivo, o melhor resultado brasileiro foi um empate. Mas pe frio bom mesmo consegue dar azar pela televisao! Mais ainda!!! Quando da a reprise do jogo, se o pe frio profissional esta olhando, o resultado muda.

"Hoje ja tenho experiencia em derrotas em diversos esportes e competicoes. Papai sempre disse 'se for fazer algo, seja o melhor'. Eh isso q tento", conta Caio, que com certeza seria medalha de ouro em qualquer competicao de pe gelado.

Entao, caro amigo, nao fique pensando que aqueles 3 a 0 da Argentina tem algo a ver com falta de tecnica, ou que voce foi pe frio.

Mas agora, finalzinho de Olimpiada, fico sabendo que Caio Pe Frio tem ingresso para a final do Volei de quadra masculino. E ninguem, absolutamente ninguem, consegue convence-lo a nao ir. Entao, por favor, preste atencao a este retrato.


Se por acaso voce encontrar este indio na arquibancada, tire-o imediatamente de dentro do ginasio! Se isso for feito rapido, o resultado ainda podera ser revertido.

UPDATE: Hoje ele comecou a ver a final do volei de praia masculino o fim do segundo set. Adivinhou o que aconteceu, neh?

21 de ago de 2008

Atentado

Tudo bem que o nosso hino eh grande pra c...aramba, mas precisava ter picotado ele do jeito que fizeram na Olimpiada, hein?? Nossa, ta quase irreconhecivel!!!! Eu jah era contra tocar soh a primeira metade, do jeito que cortaram, entao, ninguem merece.
Po, vamos respeitar o hino alheio! Tudo bem, toca a metade, mas nao descaracteriza...
;)

O Rei embaixador

O Brasil trouxe a Pequim um nome de peso para reforcar a candidatura do Rio a sede dos jogos de 2016. Hoje, no inicio da tarde (horario de Pequim) o Comite Olimpico Brasileiro (COB) apresentou, na Casa Brasil, o seu mais novo embaixador: o Rei Pele.

"Para nos eh uma honra e um orgulho ter o Pele como embaixador", disse Carlos Arthur Nuzmann, presidente do COB.

Ao lado da ex-jogadora de basquete Janeth, medalhista olimpica e tambem embaixadora da candidatura brasileira, Pele conversou com os jornalistas e falou da alegria e emocao de fazer parte dessa historia.

"Estou muito emocionado de fazer parte desta equipe. Eu nunca participei de uma olimpiada porque aos 17 anos eu jah tinha contrato assinado com o Santos e, na epoca, nao era permitido que jogadores profissionais participassem. Quero ter saude em 2016 para estar la, levando esse desafio para o Brasil", disse o Rei apos assistir a imagem dele chorando ao carregar a tocha olimpica da olimpiada de Atenas.


Mas com Pele presente e os tres gols da Argentina ainda cutucando a cabeca de todo mundo, claro que o papo descambou pro futebol. O que o Rei achou do fiasco? A Marta teria salvo o time? A culpa eh do Dunga? O Ronaldinho nao ta jogando nada?

"Como eu disse antes, nunca pude disputar uma olimpiada, mas se eu tivesse jogando a gente traria essa medalha!", brincou. "Dizem que a Marta eh o Pele de saias, entao acho que teria ganho", continuou o rei em ritmo de brincadeira. O Rei nao quis, porem, entrar na polemica na hora de falar serio. " O Ronaldinho nao jogou bem, mas quem perdeu foi a equipe. O Dunga ganhou, antes da Olimpiada, tres ou quatro partidas contra a Argentina e ganhou todas. Agora ninguem lembra".

Papo serio

A conversa nao foi soh sobre futebol. A Casa Brasil eh um espaco para divulgar a candidatura do Rio e o comite brasileiro fez questao de deixar isso bem claro (ateh mesmo em momentos chatos, quando simplesmente cortaram a coletiva porque as perguntas estavam sendo todas sobre futebol).

O gerente-geral do COB, Carlos Roberto Osorio, apresentou os conceitos que norteiam a candidatura e os pontos a favor do Brasil." Nunca houve uma olimpiada na America do Sul e sobre o Brasil realizar a Copa do Mundo dois anos antes, pode contar a nosso favor, pois outras cidades fizeram o mesmo, como o Mexico, em 68 e 70, Alemanha, em 72 e 74, e Estados Unidos, em 94 e 96. Sem contar que aproveitaremos estruturas que serao usadas na Copa", salientou Osorio.

Janeth, medalhista em Atlanta e Sydney, tambem reforca a candidatura brasileira. Para ela, o legado mais importante que uma olimpiada no Brasil pode deixar eh a educacao atraves do esporte. "Um evento desses eh importante para os jovens, para incluir os jovens. Precisamos fazer isto pela comunidade da America do Sul". disse a ex-jogadora.
Gafe
O rei do futebol acabou mostrando que nao eh o rei da geografia durante a coletiva. "Nunca um pais da America Latina realizou uma Olimpiada", disse Pele, esquecendo que o Mexico, que abrigou o evento em 1968, tambem faz parte da America Latina."


20 de ago de 2008

Na torcida: Pé quente!

Olha o sorrisão do Milton com a voluntária no Capital Gymnasium, onde o Brasil disputou as competições de vôlei

Quem aparece na torcida hoje é o Milton. Ele é pai da Juliana, que mora e trabalha aqui em Beijing, e aproveitou para visitar a filhota e assistir aos jogos. O Seu Milton é bem pé quente: estava lá no vôlei masculino quando o Brasil venceu o Egito, no Judô, quando conquistamos duas medalhas de bronze, no futebol feminino, quando as meninas meteram 3x1 sobre a Nigéria, na ginástica olímpica, quando a equipe feminina se classificou para a final, e no vôlei de praia masculino, quando Ricardo e Emanuel venceram a dupla australiana.

“Pelo visto tenho dado sorte. Mas confesso que estou um tanto decepcionado com o marasmo da cidade em relação ao evento, que na minha opinião é o maior acontecimento do esporte mundial. Em que pese andar de graça no metrô e nos ônibus apenas mostrando um ingresso, não se vive por aqui um clima de olimpíadas. Onde estão os chineses? Nas ruas não se vê bandeiras, não se vê nada além do oficial. Mesmo nos estádios não existe empolgação nenhuma por parte das torcidas. Exceção seja feita, claro, à brasileira, que mesmo em número reduzido, consegue dar um pouco de vida à pasmaceira reinante”.

Tudo por aqui acaba tendo características próprias. Os chineses não sabem bem como torcer, mas acho que aos poucos eles vão aprendendo. Mas Seu Milton está certo em vários pontos e tem outras críticas bem contundentes.

“A cobertura da CCTV então, nem se fala. É bem amadora, para não dizer caótica. Bom, enfim, como diz Marta, nossa filosófica ministra do turismo, "relaxa e goza". Acho que ela deveria ter sido consultada para acessorar o BOGOC”, brinca.

Eu acho é que o COB deveria ter contratado o Milton para ir a todos os jogos! Quem sabe assim não teríamos mais medalhas, hein?

Momento fotinhos

Gente, amanha falo sobre o jogo. Preciso ver alguns lances mais de perto na tv pra emitir uma opiniao. Uma coisa eh certa: perderiamos de qualquer maneira! Mas nao de 3...
O negocio eh que hoje passei o dia sem internet, um saco. Entao trago pra voces agora o que eu traria antes. Ontem fui ao complexo olimpico de novo e fiquei la ateh a noite. Nossa, fabuloso, lindo, fantastico. Preciso dividir isso com voces. Claro que a camera foi junto! Aproveitem os cliques tanto quanto eu aproveitei vendo ao vivo!



















18 de ago de 2008

Na torcida: o mundo pequeno

A gente acha que olimpiada eh um evento enorme, cheio de turistas, gente de tudo quanto eh lugar, neh? Eh... mais ou menos. Olha soh o que aconteceu.
Eu estava dentro da arena de volei de praia e conheci um trio brasileiro muito bacana: Kamylla, o Fabio e Dario. Eles sao de Sao Paulo, moram em Tianjin, cidade proxima a Beijing que abrigou algumas partidas de futebol, e pegaram o novo trem rapido pra vir a capital acompanhar outras modalidades.
Como a falta de ingresso eh um problema, obvio que eles estavam correndo atras. Dai eles me contaram que nao tinham nem esse ingresso para o volei de praia. Como assim? "Viemos ateh a frente do Chaoyang e nos deram tres ingressos", contou a Kamylla. "O problema eh que a minha mulher nao pode entrar, pq nao conseguimos mais um", lamentou o Dario. Ateh ai, tudo bem.
Eles curtiram muito o jogo, vibraram e o Emanuel e o Ricardo tiveram, nesse dia, uma vitoria tranquila.
Fim de jogo, a Mariana me liga, uma amiga jornalista, e conta que nao conseguiu ingresso, nao conseguiu entrar no Chaoyang, mas que tinha entrevistado uma brasileira bem legal que estava la sozinha pq o marido e um casal de amigos haviam conseguido na sorte ingressos gratis para aquela partida...
Realmente, o mundo eh pequeno.

O cara compenetrado filmando eh o Dario, depois Kamylla e Fabio

A maldicao da raia dois

Eu disse que era para acabar com aquele negocio!
Voces nao acham coincidencia demais quando o ouro e a prata de Atenas da mesma modalidade desistem da Olimpiada quando sentem dores ao disputar as eliminatorias exatamente na mesma raia, um depois do outro.
Primeiro foi o americano Terrence Trammel, prata em Atenas nos 110 metros com barreira, que esta la na raia dois, sente dores e desiste da prova.
Depois veio Liu Xiang, ouro em Atenas e um dos queridinhos da China, que se preparou para a prova, vai la para a raia dois, sente dores nos pes e desiste da prova.
Urucubaca?
Sugestoes nos comentarios.



Tem mais: Agora o treinador do chines ta na TV explicando e se desculpando com um quinto da populacao mundial. Liu Xiang mesmo nao ta ali naquela mesa. Eu gosto mesmo eh da explicacao. Uma delas eh que a pressao da populacao eh uma das culpadas. Ah, tah!


17 de ago de 2008

Alguem me explica faizfavor?

- pq nao usam um martelo pros caras atirarem no arremesso de martelo?

- pq insistem nessas corridas com barreiras se sempre, rigorosamente, tem alguem que cai? Sacanagem olimpica?

- pq nao deixam os caras que perdem em paz, em vez de ficar sempre buscando uma justificativa?

- pq olimpiada eh algo tao curto, mas as vezes parece uma eternidade pra acabar (principalmente quando a gente nao tem nenhum jogo pra assistir)?

- desde quando o povo do basquete usa protetor de boca (tipo de lutador de boxe)???

15 de ago de 2008

Terra, mas nao em toda a terra

Isso eh o que aparece quando a gente e esta na China e tenta assistir o unico veiculo de internet brasileiro com direito de transmissao de todas as competicoes olimpicas.
Eu que queria ver alguma coisa de atletismo, que ta acontecendo agora, nao posso. Tenho que me contentar com o badminton e o hipismo, que tao passando na tv aberta.
Afffff....

Hein????

Trabalhando durante a olimpiada tem coisas que sao de matar e varias que eu nao entendo.
Por exemplo:

- quando aparece tailandes na jogada tem que revisar vinte vezes. Os nomes sao coisas basicas como Prapawadee Jaroenrattanatarakoon (nome da ganhadora do ouro no levantamento de peso categoria ateh 53 kg). Alguem merece??? Claro, ainda tem os poloneses, que adoram enfileirar consoantes...

- como alguem que esta dentro de uma redacao trabalhando consegue comemorar TODAS as cestas de um time no basquete ou cada vez que o cara do levantamento de peso consegue levantar a carga? Serio, trabalhando com chines isso eh possivel. Mais ainda! Imagine aquela final de campeonato quando, de repente, seu time marca o gol da virada. Pois eh, ontem foi assim a cada flechada do tiro com arco, nome fresco do arco e flecha. Afff...

- como um jogo de peteca consegue lotar um estadio? no comprendo...

14 de ago de 2008

Na torcida: Familia unida torce unida

O Rafael Tupan Ruy, na foto a direita, desembarcou em Pequim, junto com toda a familia, com um objetivo claro: torcer. Mas esta olimpiada eh especial para ele. O irmao Renato Tupan Ruy esta representando o Brasil no handebol! Mas claro que entre uma partida e outra ele corre pra tentar assistir, e torcer, por outras modalidades.
"Conseguimos ingressos e estamos aproveitando para torcer por todos os brasileiros. Esta eh a minha primeira Olimpiada, estou gostando muito", disse o paranaense de Maringa.
Encontrei ele, o irmao Roberto, no centro da foto, e o amigo Wilson Watchat no Capital Gymnasium hoje vendo os meninos do volei no jogo contra a Russia. Pela caracterizacao, foram atracao. No intervalo havia fila de chineses tentando tirar uma fotinho com eles. Muito divertido.

Eh ruim...


... perder em algo que a gente acostumou a ganhar.
Sabia que o jogo de volei hoje, Brasil e Russia, seria cascudo, mas acho que pouca gente pensou na possibilidade real de perder. Mas claro, nada esta definitivamente perdido, ainda estamos na luta.
Hoje nem a nossa torcida foi vitoriosa. Acho que deu empate. Os russos fizeram muito barulho no Ginasio da Capital, gritaram, torceram, riram. A parte chata eh que estavam vaiando os brasileiros. Nao sei pq tanto odio no coracaozinho...
Mas curtam as fotinhos do jogo!

O jogo terminou em 3 a 1... pra Russia!

O tecnico Bernardinho, conhecido pelo perfeccionismo e temperamento explosivo, estava preocupado...

... e claro, furioso com os jogadores e a arbitragem

O jogo estava dificil, mas o Brasil perdeu nos detalhes, cometendo erros bobos

Os irmaos Gustavo e Murilo ateh se esforcaram, mas o time nao conseguiu reverter o resultado

O jogo foi muito disputado, o terceiro set terminou em 31 a 29... para a Russia

O paredao funcionou, mas nem tanto




Os brasileiros reclamaram muito dos erros da arbitragem. Em alguns momentos perderam a paciencia de verdade

Momento torcida

Serio, da vontade de rir qdo entram os Fuwa puxando a " hola"... Mas eu nao sabia que a origem era mexicana. Eh mesmo? Alguem sabe?


Quem sera o pobre brazuca solitario, que tava acabrunhado assistindo ao jogo?

13 de ago de 2008

Ginástica Olímpica: galeria de fotos no ClicRBS


Eis que o ClicRBS, através da Jana Jan do China in Blog, publica mais uma galeria de fotos desta coruja. Confere lá e aqui:

Torcida aplaude final da apresentação de solo da China, Paula Coruja/Especial China in Blog

Principal ginasta brasileira, jade competiu em todos os aparelhos, 
Paula Coruja/Especial China in Blog

lindo salto de Ethiene Franco, Paula Coruja/Especial China in Blog

Jade volta para a disputa individual na sexta-feira, Paula Coruja/Especial China in Blog

Jade em pelo equilíbrio na trave, Paula Coruja/Especial China in Blog

Jade Barbosa finaliza a prova na trave, Paula Coruja/Especial China in Blog

início da cerimônia de entrega das medalhas, Paula Coruja/Especial China in Blog

Fuwa, os mascotes da Olimpíada de Pequim, Paula Coruja/Especial China in Blog

Fuwa animam a torcida na entrega das medalhas da ginástica, 
Paula Coruja/Especial China in Blog

Fotos estranhas podem acontecer: apresentação de Daniele Hypolito, Paula Coruja/Especial China in Blog

Ethiene Franco, que junto com a equipe de ginástica ficou em oitovo lugar na classificação por equipes, Paula Coruja/Especial China in Blog

Ethiene Franco, de apenas 16 anos, na trave, Paula Coruja/Especial China in Blog

Ethiene Franco perdeu pontos na trave, Paula Coruja/Especial China in Blog

Entrada das campeãs na cerimônia de entrega das medalhas, 
Paula Coruja/Especial China in Blog

Daniele Hypolito, a veterana do grupo brasileiro, Paula Coruja/Especial China in Blog

Chen Fei, no solo, Paula Coruja/Especial China in Blog

As vitoriosas cumprimentam a torcida, Paula Coruja/Especial China in Blog

Antes de receber o ouro, as chinesas cumprimentam as rivais, Paula Coruja/Especial China in Blog

A pirueta de Jade Barbosa, Paula Coruja/Especial China in Blog