2 de set de 2008

Momento desabafo (ou cerveja quente não dá)

Nao eh segredo que eu gosto de sair e tomar uma cervejinha. Ir ao boteco, encontrar os amigos, "ô capitão (ou qqer outro apelido amigável para o nosso digníssimo garçom), desce uma bem gelada aqui" é uma combinação bacana. Aqui isso é adaptado pra "Pengyou, wo yao yi ge binda pijiu", mas mesmo assim é bacana. Quer dizer, seria bacana se a cerveja viesse realmente gelada. Na sexta passada fui a um bar com uns amigos, pois era despedida do dono do bar. Pedi uma cerveja. Veio... fresquinha, digamos assim. Nessa hora já senti falta do Brasil. Quando pedi a segunda... parece que a garrafa tinha ficado escondida dentro do forno. Fiquei um tempo na mesa, eu e a minha cerveja quente, revendo os meus conceitos.
Quando eu saía do plantão do jornal era comum uma passadinha rápida (algumas vezes nem tanto) no Pinguim (ta, desculpem, mas a trema tá difícil de achar) ou no Van Gogh. O cenário não era dos mais inspiradores, pois quase sempre os bares estavam vazios, mas era batata: pediu cerveja gelada, veio cerveja gelada. A cerveja veio fresquinha? "Pô, amigo, cerveja quente não dá, né? Troca aí". E sabe que sempre funcionou? Nossa, bons tempos...
Uma vez eu e a Jana, minha caríssima amiga companheira de aventuras, fomos a um barzinho chinês e pedimos uma cerveja gelada. Mas não foi um simples pedido. Enfatizamos o "gelada" com todas as palavras possíveis do nosso vasto vocabulário de chinês e antes do gelada, o "muito". Quando terminamos de pedir, resolvemos salientar, de novo, a parte do "muito gelada". A chinesinha que tava atendendo fez uma cara de "óbvio que é gelada" maravilhosa e nós ficamos aliviadas. Chega a cerveja. Passou longe, mas muito, muito longe do gelada...
É... os contrastes...
E o pior é que não é nem um problema da China, isso é coisa de Beijing mesmo. Pq já aconteceu de dois chinesinhos que eu conheço, de duas outras províncias diferentes, reclamarem dessa mania de estender para a cerveja o hábito de beber líquidos quentes. Sim, pq aqui até a água que se bebe é quente. Lembram de uma época no Brasil que indicam babosa para tratar qualquer doença? (rezava a lenda que até câncer poderia ser curado) Pois aqui o negócio é água quente. Pra qualquer coisa, água quente. Mas cerveja não, né?
A minha dúvida no momento, e que eu pensava lá naquele bar, eu e a minha cerveja saída do forno, é se quando eu voltar pro Brasil e a cerveja vier geladinha se eu ainda vou mandar vir outra...

2 comentários:

  1. Aqui a ceva também é fresquinha, eu reclamo, reclamo, mas tipo em casa mesmo, tá sempre fresquinha, nunca gelda. Minha sogra toma ceva na temperatura ambiente, sempre, nao importa quantos milhoes de graus faz ou se o sol está torrando!
    Eu ponho a minha na geladeira, fazer o que?!
    Beijao pra ti

    ResponderExcluir
  2. Amiga... vou tomar uma beeeeem gelada por vc hj, tá?
    Bjo

    ResponderExcluir