25 de ago de 2009

60 anos com novo dicionário (sem a simplificação complicada)

Mais uma para comemorar os 60 anos da República Popular da China. Antes do dia 1 de outubro, o governo vai lançar a sexta edição do CiHai (词海), Mar de Palavras, publicação meio dicionário, meio enciclopédia, importantíssima por aqui e, principalmente, para o idioma chinês.

 

A nova edição terá cinco volumes e cerca de 22 milhões de caracteres chineses, um aumento de 10% em relação à última edição. Se eu tivesse pesquisado um pouquinho mais, não teria dado este furo sobre os 40 mil caracteres (http://comendodepalitinho.blogspot.com/2009/08/simplificacao-que-vai-ajudar-dificultar.html). Sério, 22 milhões de caracteres é muita coisa.

 

Numa rápida pesquisa com os chineses que eu conheço, deu para perceber que nem sendo chinês e estudando chinês a vida inteira dá para saber tudo isso. Quando eu perguntei: "você conhece os 22 milhões de caracteres que serão publicados no novo Cihai?" as respostas variam entre: "hahahahahaha", "nem metade" e "tudo isso?".

 

Parece que eliminaram da nova versão 7 mil termos que se tornaram obsoletos ou pouco utilizados. Juro que espero que nada do que eu sei esteja entre o que foi eliminado. Porém, muitas novas expressões foram acrescentadas, como os estádios construídos para a Olimpíada, o Ninho de Pássaro e o Cubo D'água, e outros termos legais, como o sistema de audiência pública, e médicos, como a Síndrome Respiratória Aguda Severa, SARS. Claro, o Conceito Científico de Desenvolvimento (http://portuguese.cri.cn/101/2007/09/03/1@74603.htm), nova diretriz do governo chinês, também está lá no dicionário-enciclopédia.

 

O CiHai vai estar disponível por módicos 1000 yuans (cerca de R$ 270) É, e não falaram nada da simplificação de caracteres no pai-dos-burros novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário